Skip to main content

Muitas empresas, atualmente, vêm investindo forte para otimizar a logística, uma das formas adotadas foi a implantação do Transit Point para expandir suas operações online.

Ele é uma opção segura, que otimiza a operação ao reduzir as rotas e oferecer ao cliente uma entrega mais rápida.

Esse movimento surgiu por conta de uma enorme demanda dos e-commerces, que viram suas vendas aumentarem durante a pandemia. Segundo dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, em 2020 houve cerca de 301 milhões de compras, representando um aumento de 68% em relação ao ano anterior.

Com essa alta no número de compras, foi necessário que as empresas melhorassem rapidamente a sua logística, investindo em novos recursos como o transit point.

Por isso, neste artigo, você conhecerá mais sobre essa solução, como ela funciona, seus principais benefícios e como você se prepara para a implantação desse modelo que pode revolucionar a sua logística!

O que é Transit Point? 

O Transit Point, também conhecido como ponto de trânsito ou ponto de transbordo, é uma solução que visa otimizar o transporte dos pedidos e oferecer uma entrega mais rápida ao seu cliente.

Como ele lida com o destino final das entregas, o transit point ajuda a melhorar o last mile, ou última milha em português, que é uma das etapas mais importantes da logística

Para realizar isso, os transit point são instalados em locais estratégicos da região, ficando próximo do armazém principal e do endereço dos seus clientes.

Como o Transit Point funciona? 

O Transit Point é uma estrutura de passagem que fica instalada em um local estratégico, que geralmente fica entre o armazém e o cliente final.

No local em que ele é instalado, ele fica funcionando como se fosse um micro centro de distribuição, para que a mercadoria seja facilmente transportada entre eles.

O local escolhido para ter o transit point é equipado com armários inteligentes, que possuem tecnologias para permitir a abertura automática das portas por pessoas autorizadas.

A seguir mostramos um passo a passo de como essa solução funciona. Veja!

  1. O fornecedor ou fabricante saem dos grandes centros de distribuição do e-commerce e realizam o transporte de vários pedidos de uma determinada região; 
  2. Ao chegar no Transit Point, os pedidos são distribuídos nos armários instalados nos locais mais próximos dos clientes; 
  3. Depois, os pedidos são separados para facilitar o processo, e ficam armazenados temporariamente nos armários; 
  4. Por fim, o entregador responsável pelo last mile retira as mercadorias e faz as entregas pela região utilizando veículos mais econômicos, eficientes e sustentáveis. 

Dessa forma, o Transit Point funciona como uma logística fracionada, onde uma quantidade pequena de produtos é agrupada para ser enviado a uma região específica.

Outro ponto interessante da operação, é que ele não necessita de um volume médio de pedidos para fazer o transporte das cargas.

Com o Transit Point, todas as mercadorias de uma região podem ser transportadas até o local, sem ocorrer atrasos no envio dos pedidos.

Vantagens do Transit Point 

O Transit Point oferece diversas vantagens para as empresas e, seus benefícios conseguem cobrir vários objetivos que o seu negócio queira alcançar para crescer no mercado.

Um exemplo interessante é que essa solução ajuda a diminuir o CMU dos transportes, pois ele tem instalações que permitem que os custos sejam diminuídos enquanto também reduz o tempo de transporte,

Abaixo falamos sobre os benefícios que essa solução pode oferecer.

Diminui custo logístico 

Instalar um Transit Point é um investimento de custo baixo quando comparamos ele com outros modelos de Centro de Distribuição.

Com ele, não é necessário ter uma estrutura de estoque, o que faz a empresa economizar com instalações, máquinas e pessoal especializado.

Dessa forma, você consegue obter um ótimo retorno sob investimento dessa solução que, com custo baixo, consegue entregar muito valor ao cliente e melhorar a imagem do negócio no mercado.

Reduz o lead time 

O lead time, indicador que representa o tempo que leva para o pedido ser entregue ao cliente, consegue ser reduzido ao utilizar a solução do transit point.

Com as instalações mais próximas dos clientes e a possibilidade de realizar viagens de longa distância dos armazéns até os pontos de trânsito, fica mais fácil otimizar esse tempo e fazer com que o cliente final receba rapidamente seu pedido.

Esse é um ponto interessante de se observar, visto que no Brasil o prazo de entrega dos pedidos dura em média 11 dias. Conseguir diminuir esse prazo pode ajudar a aumentar a satisfação do cliente com o seu negócio!

Facilita a gestão da cadeia de suprimentos 

Por não possuir uma instalação de estoque no local, os transit points permitem que toda a gestão da cadeia de suprimentos se torne mais fácil.

Os estoques das lojas demandam diversos recursos e esforços da empresa. Eliminar essa etapa do processo garante que os times envolvidos tenham mais tempo para questões relacionadas à estratégia do negócio.

Dessa forma, ao implantar os pontos de trânsito, a empresa pode contar com uma equipe pequena para supervisioná-lo.

Assim, os custos com pessoal também são diminuídos e sobra tempo para pensar em maneiras de otimizar ainda mais a logística.

Formas de entrega mais econômicas 

O custo para investir e manter um caminhão é muito alto para as empresas. Caso ela dependa exclusivamente desse meio para realizar as suas entregas, ela pode sofrer a longo prazo com um custo de transporte muito alto.

Além do custo, os caminhões são um meio de transporte mais restrito, já que muitas cidades restringem sua circulação, onde só podem transitar em determinadas vias ou em horários específicos.

Por conta disso, a implantação do Transit Point se torna mais benéfica, já que com ele é possível utilizar meios mais baratos como motos, carros e até bicicletas para realizar o transporte.

Dessa maneira, as empresas podem contar com formas de entrega mais econômicas, rápidas e sustentáveis.

Reduz tempo de transporte

O tempo gasto em transporte de pedidos consegue ser drasticamente diminuído ao utilizar uma solução de transit point.

Isso acontece porque os pedidos não precisam mais sair do armazém para ir direto ao destino final, o que possibilita um menor investimento de tempo no transporte. Essa redução é o que permite que o tempo de entrega do pedido seja otimizado e aconteça mais rápido.

Como resultado, as empresas podem perceber a satisfação dos seus clientes e as vendas aumentando, já que realizar entregas rápidas é um fator que pesa na decisão do consumidor.

O Transit Point ajuda a melhorar o last mile 

Todos sabemos que nas compras online, os clientes ficam muito ansiosos para receber seu pedido, e essa ansiedade pode acabar gerando expectativas altas. Caso a expectativa não seja alcançada, a satisfação do consumidor será fortemente afetada.

Por conta disso, é muito importante que as empresas sempre proporcionem a melhor experiência aos seus clientes no last mile, para que eles não espalhem reclamações sobre a sua loja que possam afetar a sua imagem no mercado.

E a experiência do cliente pode ser melhorada aplicando a solução do Transit Point já que, com ele, você consegue realizar entregas mais rápidas aos seus clientes com um custo menor.

Diferenças entre o Transit Point e o cross docking 

Quando você começa a pesquisar sobre as soluções de logística inteligente, pode acabar confundindo o Transit Point com o cross docking. Ainda que os modelos sejam parecidos, eles têm as suas diferenças.

O funcionamento do cross docking é muito similar ao do Transit Point. Nele, existem espaços específicos para receber os produtos à medida que as vendas são feitas, para depois enviá-los ao cliente seguindo uma lógica just in time.

Dessa forma, as duas soluções são parecidas na teoria, mas é na prática que vemos as principais diferenças da estratégia do cross docking para a do Transit Point.

Gerenciamento do centro de distribuição 

O primeiro ponto a ser considerado entre as duas soluções é a forma em que elas são gerenciadas. Esse fator é muito importante de ser analisado, pois é ele que ajudará você na escolha da melhor solução para o seu negócio.

No modelo do cross docking, ele é gerenciado por uma única empresa que armazena no local os pedidos de diversas lojas de forma compartilhada.

Já no transit point, a escolha do local e o gerenciamento dele é feito totalmente pela loja que o contrata, fazendo com que ela não fique dependente de terceiros e tenha mais liberdade na tomada de decisões estratégicas.

Entrega dos pedidos até o cliente final 

Outra diferença entre os modelos é a etapa da entrega do produto até o cliente final.

No cross docking, a entrega dos pedidos é feito pela empresa que o gerencia. Sendo assim, todo o processo de entrega, desde a escolha da transportadora até o transporte do pedido é decidido pela empresa.

No transit point, toda a etapa de entrega dos pedidos é gerenciada pelo próprio e-commerce, onde ele tem mais autonomia para escolher um transportador do seu agrado e realizar a entrega mais rapidamente.

Dessa forma, o e-commerce que escolhe o transit point não precisa ficar dependente de outra empresa, e pode tomar decisões rápidas para otimizar sua entrega, sem precisar da aprovação de terceiros.

Espaço para estoque 

Por fim temos a questão da estocagem. No modelo do cross docking, se faz necessário ter um espaço de estoque de produtos, pois eles ficam um tempo parados até serem redirecionados ao seu destino final.

Porém, o mesmo não acontece no transit point, pois ele é um centro de passagem. Nele, os produtos só ficam um pequeno período de tempo no local, e são redirecionados rapidamente até o destino final.

Isso é algo muito positivo para empresas que não desejam ter mais gastos com estoque, e querem que sua logística seja mais ágil.

Apesar das diferenças, os dois modelos conseguem otimizar o envio de pedidos. Na hora de escolher a melhor solução para o seu negócio, você deve analisar a sua empresa e verificar se ela pode depender de terceiros ou se precisa de mais autonomia.

Como implantar o Transit Point na sua logística? 

Para fazer uma boa implantação de Transit Point no negócio, é preciso que você desenvolva um planejamento sólido e eficaz.

O planejamento vai envolver diversas pessoas da sua cadeia de suprimentos, então é importante listá-las e definir qual será o papel de cada uma para garantir que a implantação seja feita com sucesso.

Aqui, é interessante você adicionar os principais objetivos que espera alcançar com a implantação. Com eles definidos, fica mais fácil monitorar os resultados de forma assertiva.

Além disso, tem outros pontos que são interessantes de considerar durante a implantação. A seguir falamos mais sobre eles para você se preparar bem e implantar essa solução que vai otimizar a sua logística.

Escolha fornecedores de confiança 

Muitas vezes, o Transit Point pode necessitar que os fornecedores enviem os produtos até o ponto onde os pedidos vão ser distribuídos.

Nesses casos, é importante que você trabalhe ao lado de fornecedores de confiança, que consigam realizar uma logística fracionada e entregar produtos sob demanda no local.

Para isso, é bom começar a analisar os fornecedores que você trabalha atualmente, para verificar se eles conseguem atender a sua demanda. Você também pode buscar por novos fornecedores que já trabalham com o transit point.

Tenha um bom Centro de Distribuição principal 

A maioria dos seus pedidos se concentrará em um local, que é o seu Centro de Distribuição principal. Para implementar o transit point, é importante analisar se o armazém disponível é compatível com um fluxo de pedidos maior.

Outro ponto é analisar a localização desse armazém para verificar os locais em que seria melhor instalar o ponto de trânsito. Aqui, é interessante dar um foco maior nas rotas feitas durante o transporte dos pedidos até o ponto.

Verifique se as vias possuem uma boa estrutura e qual o movimento médio delas para averiguar a viabilidade do local do ponto de trânsito de forma que seja possível otimizar o last mile.

Desenvolva um fluxo de trabalho 

É interessante que o planejamento que você desenvolveu tenha definido todas as tarefas necessárias para que o Transit Point funcione com sucesso. Isso pode ir desde o pedido ao fornecedor até a entrega dele para o cliente final.

Para isso, você pode estar desenvolvendo fluxos de trabalhos que considere diferentes cenários para criar as etapas necessárias em todos eles para garantir o bom funcionamento da operação. Você pode aplicar essas etapas na sua logística para realizar o envio dos pedidos.

Acompanhe os resultados do transit point 

Você já deve ter definido objetivos para essa implantação, então chegou o momento de determinar quais indicadores serão utilizados para acompanhar o sucesso da solução.

Essa etapa é essencial pois é ela que garante que o Transit Point estará funcionando em perfeitas condições. Analisar as métricas envolvidas tanto durante a implantação como após ela ter finalizado, é o que vai garantir o retorno sobre o investimento feito nessa operação.

Nesse momento, você também pode contar com a tecnologia ao seu favor, utilizando sistemas ERPs que permitam a criação de relatórios elaborados para acompanhar todos os números relacionados ao transit point.

5 dicas para gerenciar o transit point 

Além de fazer um bom planejamento, tem algumas práticas que você pode aplicar quando estiver gerenciando o seu Transit Point para garantir o bom funcionamento dele.

Já adiantamos aqui que, utilizar a tecnologia é o segredo para o sucesso desse modelo de Centro de Distribuição. Se atente às soluções do mercado para escolher uma que atenda às suas necessidades e que permita você realizar a gestão da solução.

1. Utilize um sistema ERP que suporte a operação 

O Enterprise Resource Planning, ou Sistema Integrado de Gestão Empresarial, é uma solução tecnológica extremamente importante para se ter em uma empresa e acompanhar suas principais estratégias.

Com ele, você consegue sincronizar produtos, informações de fornecedores e até gerenciar os fluxos de trabalhos relacionados a solução para garantir o funcionamento de toda a cadeia de suprimentos.

Além disso, dependendo da ferramenta, você também consegue analisar os principais dados relacionados à operação e combinar todos eles para formar um relatório. Dessa forma, você e sua equipe vão poder acompanhar ativamente os resultados do projeto.

2. Capacite a equipe com treinamentos 

O Transit Point precisa de pessoas totalmente capacitadas para fazer com que a empresa consiga atingir os resultados esperados da operação. Sabendo disso, é importante separar um tempo só para qualificar seu time.

Durante a implantação do ponto de trânsito, você pode desenvolver alguns treinamentos para mostrar a solução ao pessoal, como ela funciona e qual será o papel de cada um para fazê-la dar certo.

Dessa forma, você trabalhará com uma equipe totalmente alinhada com o processo, que sabe como funciona e entende a importância do seu trabalho para fazer com que o Transit Point traga resultados positivos.

3. Crie parcerias sólidas com os seus fornecedores 

Os seus fornecedores são uma parte essencial da sua cadeia de suprimentos, já que eles vão garantir que os pedidos cheguem até o Transit Point para serem enviados até o cliente final.

Sendo assim, é importante estreitar os relacionamentos com os seus fornecedores nesse momento e formalizar uma parceria sólida. Tente garantir um bom estoque de produtos e formas rápidas de os repor e enviá-los até o ponto de trânsito.

Outro tópico importante é cuidar da comunicação entre os fornecedores, para garantir que todas as informações sejam devidamente passadas e concordadas entre as partes para que a operação funcione corretamente.

4. Fortaleça os canais de atendimento ao cliente 

Outro ponto a se atentar quando implementar o Transit Point é o atendimento realizado com os seus clientes. A sua equipe de atendimento deve saber como funciona o novo sistema para conseguir orientar os clientes em caso de dúvida.

Sendo assim, pode ser interessante criar um serviço de SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente) para que o seu público tenha um local para sanar possíveis dúvidas.

Caso você já tenha um SAC, você pode melhorá-lo adicionando informações relacionadas a entrega, utilizando o transit point.

5. Busque sempre melhorias 

Por fim, mas não menos importante, mesmo após ter implantado o transit point, é sempre bom pensar em novas formas de melhorá-lo. Assim, você consegue tornar a operação ainda mais benéfica para a empresa e sempre conseguir resultados positivos.

Por isso, sempre acompanhe as métricas relacionadas ao ponto de trânsito. É nesse momento que você terá mais insights, que o ajudarão a proporcionar melhorias na sua operação.

Qual parceiro escolher para a implantação? 

Buscar e aplicar novas formas de otimizar a logística do seu e-commerce é algo que sempre vale o investimento. E dentre as diversas maneiras de melhorar a produtividade, velocidade e agilidade nas entregas, a que ganha como solução que revoluciona a logística é o transit point.

Com ele, você consegue oferecer a melhor entrega para o seu cliente sem precisar arcar com investimentos altos e tem a possibilidade de melhorar o marketing do negócio, além de fazer com que mais pessoas conheçam seu e-commerce.

Para obter sucesso na implantação dessa solução é preciso ter muito planejamento e sempre contar com os parceiros certos para que o projeto se realize e traga resultados positivos.

E o melhor parceiro que você pode contar nesse momento é a Handover! Somos pioneiros na solução de micros centros de distribuição com armários inteligentes para proporcionar mais capilaridade e pontos de armazenamento temporários próximos dos seus clientes.

Conosco, você poderá contar com muita experiência na implantação para oferecer entregas mais rápidas, em maior quantidade por dia e com um menor custo, além de ter também:

  • inteligência artificial que ajuda você na distribuição estratégica dos seus armários; 
  • armários personalizados com o tamanho e acessórios de que necessita; 
  • aplicativos e console para gerir as operações; 
  • possibilidade de integrar os lockers a outros sistemas de gestão que possua. 

Conte conosco nessa empreitada e venha conferir como a handover pode ajudar a sua empresa! Entre em contato com um especialista que pode mostrar a você como nossa solução ajuda o seu negócio. Estamos te aguardando!