4 dicas para melhorar a experiência do cliente na última milha

A experiência do cliente é cada vez mais exigida para gerar vitalidade nas empresas. Contudo, muitos gestores ficam atentos nessas questões ao trabalhar a qualidade do produto comercializado, esquecendo que há outras variáveis nesta equação.

Por exemplo, a logística tem tanto impacto para este fim quanto a criação de produtos excelentes e inovadores. Afinal, esse é o ponto mais próximo do cliente no que diz respeito aos processos internos do negócio e, portanto, precisa ser impecável. Atrasos, por exemplo, comprometem a percepção do público sobre a empresa.

Por isso, se você ainda não está atento para gerar uma melhor experiência do cliente na última milha, saiba que pode estar perdendo ótimas oportunidades de crescimento. Confira 4 dicas a seguir para gerar uma experiência incrível.

1. Alinhe com as expectativas do cliente

Você sabia que uma das palavras-chave para a adoção dessa estratégia é “empatia”? Isso diz respeito à capacidade de se colocar no lugar do outro. E para impulsionar a experiência do cliente na última milha, isso é fundamental.

Assim, você deve compreender o que eles desejam, quais suas principais questões e de que forma a última milha pode ajudar nisso. Por exemplo, se os seus produtos são essenciais para o cliente, prazos extensos de entrega podem ser prejudiciais. Desta forma, o alinhamento com a experiência do cliente é fundamental para entender as demandas urgentes deles.

2. Tenha uma comunicação clara

Comunicação clara é fundamental para a experiência do cliente na última milha

Outro conceito-chave para uma melhor experiência do cliente na última milha é “transparência”. Consequentemente, isso envolve uma comunicação clara com eles.

Afinal, eles devem ter a possibilidade de acompanhar o rastreamento em tempo real. Além disso, esse ponto pode ser uma via de mão dupla. Desta forma, permita que seus compradores possam enviar mensagens, tirar dúvidas e saber mais sobre o processo de entrega.

3. Realize a integração de operações

O processo de transporte das mercadorias pode ser mais eficiente e, consequentemente, ser mais eficaz para estratégias de melhoria da experiência do cliente, conforme você realiza a integração das operações com um sistema TMS.

O Transportation Management System garante que boa parte dos itens anteriores seja cumprido de forma automatizada. Por exemplo, assim que o item sair do armazém para transporte, o cliente é notificado com uma mensagem de aviso.

Há também outros benefícios nesse processo. São eles:

  • Geração de dados importantes de análise para os gestores;
  • Fornecimento de informações para os motoristas;
  • Geração de rotas mais eficientes;
  • Integração com outros sistemas da empresa.

4. Pense no conforto para o cliente

Cada vez mais o cliente quer que os processos de entrega de itens sejam confortáveis para eles, oferecendo diversas opções para suas rotinas. Por exemplo, pense naqueles que moram sozinhos, em locais sem portaria e trabalham fora. Para eles, torna-se complicado receber as entregas. Isso gera insatisfação.

Quando a empresa está focada em melhorar a experiência do cliente na última milha, elabora estratégias importantes para contornar essas questões. É o caso, por exemplo, de viabilizar o uso de lockers inteligentes para este fim.

O cliente pode, assim, receber a notificação de que seu produto está em um armário destinado para isso. Ele, então, vai até o local e faz a retirada. Isso pode ser feito no momento que for mais confortável para ele.

Oferecer outras opções, como retirada na loja, agendar entrega, entre outros, também é bastante útil. Por isso, não deixe de considerar essas questões em seu processo de entrega.

Você sabe como otimizar o Ponto de Trânsito das suas mercadorias e a diferença de Transit Point e Cross Docking? Leia mais neste artigo!

A experiência do cliente na última milha pode ser determinante sobre a fidelização dele ou não. Situações desagradáveis podem afastá-lo. Por isso, invista nessas estratégias e conquiste sua atenção, encantando-o.

O que achou dessas dicas? Deixe suas opiniões e outras sugestões de como lidar com essa relação entre empresa e cliente nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×