Gestão de estoque e armazenagem: quais as principais diferenças?

Na logística, a gestão de estoque e a armazenagem são dois termos amplamente utilizados. Porém, também são frequentemente confundidos entre gestores e profissionais do ramo.

Desse modo, podemos dizer que são conceitos que estão relacionados, mas na prática, se diferenciam em suas aplicações.

Para você entender melhor a diferença entre gestão de estoque e armazenagem na logística, preparamos este post com dicas e informações úteis sobre o tema. Vamos conferir?

Afinal, como podemos definir o conceito de armazenagem?

Como o próprio nome sugere, a armazenagem está completamente ligada a atividades operacionais de um armazém logístico.

Logo, podemos defini-la como um conjunto de funções e operações realizadas dentro desses espaços, tais como:

  • recebimento de materiais;
  • carga e descarga;
  • endereçamento interno;
  • conservação, etc.

E a gestão de estoque, como se define?

Já uma gestão de estoque é algo muito mais estratégico na logística, que engloba desde a decisão e escolha de métodos, locais e estruturas utilizadas para a estocagem dos produtos, até os controles e ferramentas necessárias para aquela cadeia de suprimentos.

Assim, podemos dizer que toda armazenagem requer uma gestão de estoque eficiente, mas não se limita necessariamente às atividades de um armazém convencional, podendo ser aplicada em diferentes soluções e estruturas.

Quais as principais diferenças entre gestão de estoque e armazenagem?

Deu para entender um pouco a diferença entre os conceitos de gestão de estoque e armazenagem? Pois então, vamos a algumas questões mais práticas para esclarecer melhor que apesar de terem relações entre si, esses termos têm aplicações distintas.

Por exemplo, hoje, com o mercado logístico cada vez mais dinâmico e com inúmeras soluções práticas para o supply chain, o uso de armazéns convencionais têm sido dispensados por muitas empresas.

Em contrapartida, algumas alternativas mais dinâmicas, práticas e eficientes vêm surgindo para a armazenagem de produtos. Entre elas, podemos destacar:

Na prática, tudo isso ainda requer uma boa gestão de estoque, mas tem permitido que diversos negócios nem se preocupem mais com aqueles processos operacionais de uma armazenagem convencional — recebimento de materiais, estocagem em um armazém, expedição etc.

Como implementar uma boa gestão de estoque?

Como bem destacado, a gestão de estoque tem ligação direta com fatores estratégicos e, atualmente, a armazenagem de produtos se amplifica por soluções muito mais diversificadas e flexíveis que um armazém convencional.

Dessa forma, podemos levar em consideração algumas dicas para a implementação de uma gestão de estoque eficiente, tendo em vista os seguintes pontos:

  • defina suas estratégias de entrega;
  • compare seus custos de armazenagem com outras soluções mais modernas;
  • avalie a aplicação de métodos e sistemas mais dinâmicos em suas operações, tais como: cross docking, transit point, clique e retire etc;
  • estude alternativas aos armazéns convencionais, como os lockers e hubs logísticos.

Em resumo, essas são algumas dicas e informações sobre as principais diferenças entre gestão de estoque e armazenagem na logística. E como bem vimos, apesar de haver uma ligação entre si, os conceitos e aplicações desses termos na prática são completamente distintos.

Curtiu? Quer mais dicas para a sua logística? Então, aproveite para conferir nosso próximo post e descubra o que é armazenagem estratégica e como os lockers inteligentes podem ser uma solução perfeita para isso. Boa leitura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×