Crowdshipping: o que é e quais as principais vantagens

Crowdshipping: o que é e quais as principais vantagens

Todo e-commerce que preza pela boa experiência de compra de seus clientes, pensa em maneiras de melhorar a entrega dos pedidos sem cobrar tão caro pelo frete. Ao conseguir isso, as chances da pessoa fazer uma nova compra aumentam consideravelmente. Nesse contexto, uma forma de atingir esse objetivo é utilizando o crowdshipping como modalidade de entrega.

Essa é uma questão delicada, principalmente perante a alta no número de compras online. No cenário atual, a empresa que faz entregas mais rápidas por um preço acessível ganha a preferência dos consumidores. O aumento da demanda requer soluções definitivas. Por esse motivo, neste artigo, você vai entender como o crowdshipping pode ser determinante na estratégia de um e-commerce. Continue a leitura!

Conceito de Crowdshipping

Esse termo que surgiu da união das palavras Crowd (multidão) e Shipping (envio) consiste em entregas feitas por pessoas comuns, com seus próprios recursos. O intuito das lojas varejistas com essa modalidade é reduzir tanto o custo do frete como o tempo de entrega, aprimorando o last-mile.

Desse modo, qualquer pessoa pode realizar entregas por meio de crowdshipping, sem depender de veículos da loja ou de alguma transportadora. Sua função é retirar uma encomenda em um local (centro de distribuição, depósito ou pickup point, por exemplo) e levar a outro. O transporte pode ser qualquer um: carro, moto, bicicleta ou até mesmo a pé.

Aqui no Brasil, essa forma de entrega vem se popularizando por gerar aumento na margem de lucro. Isso porque seu custo é baixo e o cenário das compras online é de crescimento. Além disso, a simplicidade do crowdshipping se tornou um atrativo para pessoas à procura de uma renda extra. O maior exemplo que podemos notar são os entregadores de aplicativos como iFood e EuEntrego.

Componentes no mesmo sistema

O processo de entrega envolve três partes principais: o remetente, o entregador e o destinatário. Assim, para implementar o crowdshipping, os três devem estar no mesmo sistema para conseguirem acompanhar a entrega e saber em que ponto ela se encontra.

Como cada vez mais dispositivos se conectam à internet, normalmente, esse sistema que interliga tudo são aplicativos. Por lá, o cliente realiza a compra e faz o pagamento. Então, a loja recebe o pedido, separa o produto e solicita um entregador que, por sua vez, retira a mercadoria e leva ao cliente.

Vantagens do Crowdshipping

A cada dia que passa, o cliente tem mais pressa para receber suas compras. Dessa forma, toda loja virtual que recebe o pedido, separa o produto e o envia no menor tempo possível, sai na frente da concorrência. O crowdshipping é fundamental nesse fluxo, trazendo as seguintes vantagens:

  • disponibilidade maior de horários de entrega: caminhões têm horários de circulação reduzidos em várias áreas urbanas, prejudicando a agilidade na entrega. Como a entrega via crowdshipping é realizada por veículos menores, esse problema desaparece;
  • escalabilidade: a empresa cresce sua logística last-mile junto ao aumento da produção;
  • integridade da mercadoria: o risco das encomendas danificarem é menor, pois são transportadas separadamente na última milha;
  • eficiência em datas comemorativas: a empresa pode adotar o crowdshipping em momentos de alta demanda. Assim, sua frota de entregadores não fica sobrecarregada.

Crowdshipping e os armários inteligentes

Quantos ansiosos pelo recebimento de uma encomenda já se decepcionaram com a mensagem “Destinatário ausente” da transportadora? Analisando a situação, percebemos pontos negativos quando esse evento acontece, mesmo com o uso da modalidade crowdshipping: o aumento de custo e a insatisfação do cliente.

Quando uma mercadoria retorna, a empresa ainda deve pagar o entregador, afinal, ele cumpriu o trabalho. No dia seguinte, o produto será enviado novamente, gerando novos custos. Uma forma de eliminar esse problema e, consequentemente, o custo excessivo, é utilizando armários inteligentes.

Em vez do entregador se dirigir à casa do cliente, ele leva a mercadoria a um desses armários, que só são abertos perante autenticação. Portanto, é ideal para o comprador que tem agenda cheia e horários complicados, pois permite que ele retire a encomenda no momento que for mais apropriado.

Mas, se um e-commerce não quer que seu cliente precise se deslocar para retirar a encomenda, pode utilizar os lockers inteligentes como transit points. Nessa estratégia, a mercadoria é enviada aos armários que estão mais próximos dos clientes, de onde o entregador a retira e faz a entrega final..

Essa solução encurta a rota, diminuindo significativamente o prazo de entrega.  . Os armários inteligentes da HandOver apresentam tudo o que há de mais moderno em tecnologia, segurança e praticidade. Então, aproveite para conhecer mais sobre eles e saiba como podem alavancar a eficiência das entregas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×