O que é RFID e qual sua aplicação no last mile?

O que é RFID e qual sua aplicação no last mile

A tecnologia RFID está sendo ampliada e utilizada por empresas de logística nos mais variados processos do supply chain.

Dessa forma, para entender melhor o que é RFID e o papel dessa ferramenta nas operações logísticas das empresas — com destaque para o last mile — nós preparamos este post com algumas dicas e exemplos práticos sobre o uso dessa ferramenta e suas principais vantagens.

Portanto, se quer saber mais e ficar por dentro de uma das tendências tecnológicas mais promissoras para o setor logístico, não deixe de conferir a leitura até o final. Podemos começar?

O que é RFID?

A sigla RFID vem de Radio Fequency Identification, ou na tradução para o português, significa identificação por radiofrequência. Na prática, essa tecnologia funciona a partir de antenas específicas, capazes de receber e transmitir as informações de etiquetas coladas ou impressas nos produtos.

Sob o mesmo ponto de vista, essas etiquetas seriam uma espécie de código de barras, porém, muito mais dinâmicos e inteligentes. A começar, por exemplo, pela capacidade de leitura com coletores de dados ou dispositivos leitores em qualquer posição, diferente das barrinhas tradicionais que só são lidas na horizontal.

Além disso, com a tecnologia RFID, é possível cadastrar inúmeros dados de um produto — data de validade, número de lote, fornecedor etc — tal como garantir sua total rastreabilidade na last mile.

Como o RFID é usado na logística e no last mile?

O uso de etiquetas RFID já é amplamente utilizado em várias etapas do setor logístico — da gestão de estoque até a distribuição de produtos.

No primeiro caso, a tecnologia RFID pode agregar inúmeras vantagens aos controles de armazenagem, operando em conjunto com sistemas WMS e outros softwares específicos. Contudo, é possível garantir, por exemplo, a otimização completa do supply chain em todas as etapas do processo, como a chegada do item nas docas do armazém até o seu carregamento.

Já no last mile, o uso do RFID tem se ampliado com a função de rastreamento de cargas. Os próprios Correios anunciaram recentemente a implementação desse sistema em suas entregas. Nesse sentido, permitirá aos usuários o acompanhamento de suas encomendas em tempo real.

Quais as vantagens práticas do RFID no last mile?

Depois de saber o que é RFID e como a tecnologia funciona na logística, vamos às vantagens agregadas desse sistema. Assim, os benefícios da ferramenta no last mile possibilitam uma série de diferenciais para empresas e clientes, tais como:

  • rastreamento de encomendas em tempo real;
  • maior capacidade de dados e informações;
  • praticidade na identificação e leitura das etiquetas;
  • previsão mais assertiva das entregas;
  • maior controle de perdas e extravios de mercadorias.

Por fim, essas são algumas dicas sobre o que é RFID e como essa tecnologia tem se tornado indispensável no last mile de muitas empresas, inclusive incorporada pelos Correios. Dessa forma, com a adoção desse sistema, permite agregar mais controles e funcionalidades às operações de pequenos vendedores, varejistas, e-commerces etc.

Gostou? Então, aproveite e faça parte Clube da Last Mile para ficar por dentro das notícias do mundo logístico!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×