Carbono neutro: entenda como reduzir a emissão de carbono nas suas entregas

Com a sustentabilidade em alta, novos termos costumam ganhar destaque sem que todos saibam suas definições. Por exemplo, você sabe o que é carbono neutro?

Há cada vez mais preocupação com o meio ambiente em todo mundo. Afinal, os números são alarmantes e indicam que há sérios danos causados pela ação humana no planeta.

Uma das ferramentas que cada vez mais empresas estão adotando é um programa de carbono neutro. Ou seja, é uma forma de compensar as suas ações danosas com iniciativas efetivas e, assim, conter o avanço de problemas como o aquecimento global.

Quer saber mais a respeito desse tema? Então, fique de olho nas informações a seguir sobre carbono neutro.

O que é carbono neutro?

O termo carbono neutro se refere a compensar a quantidade de carbono emitido com ações de responsabilidade ambiental. Dessa forma, é preciso calcular os danos causados pela emissão do carbono para que seja possível realizar iniciativas no nível certo.

Por exemplo, vamos supor que uma empresa de transportes decida se tornar carbono neutro. Então, ela precisa iniciar um programa que tenha duas funções principais:

  • A primeira delas é calcular a emissão de carbono de todos os seus veículos. 
  • A segunda é plantar árvores que compensam o impacto dessas emissões no meio ambiente. 

Dessa forma, se tudo isso der certo, a empresa pode dizer que trabalha com carbono neutro. Com isso, as perdas que o carbono gerou no meio ambiente são compensadas pelas ações de plantio de árvores. 

No entanto, esse é apenas um exemplo de como o carbono neutro serve como uma poderosa ferramenta de preservação ambiental e sustentabilidade.

Por que o carbono neutro é uma tendência?

Conforme vários especialistas e autoridades já apontaram, o aquecimento global é uma consequência do aumento das emissões de gases de efeito estufa em todo o mundo. Então, isso motivou a criação de programas dedicados a conter esses danos com ações efetivas.

É o caso do Acordo de Paris, assinado em 2015 por 195 países. Ele definiu o objetivo de desempenhar esforços dedicados à diminuição das emissões em seus territórios. Nele também fica prevista a missão de encontrar um equilíbrio neutro entre emissões e remoções.

É a partir desse contexto que o carbono neutro se tornou uma tendência. Dessa forma, cada vez mais empresas buscam trabalhar para fazerem a sua parte em relação à sustentabilidade. Ou seja, é uma maneira de trazer para si a responsabilidade pelo equilíbrio do meio ambiente.

Como trabalhar com emissão zero nas entregas?

Quem trabalha com entregas de qualquer tipo deve imaginar a quantidade de carbono emitido nos transportes de tantas mercadorias. Afinal, um automóvel emite gases compostos por elementos como monóxido de carbono, óxidos de nitrogênio, hidrocarbonetos, entre vários outros.

A princípio, há a opção de calcular a emissão de carbono da sua frota de transportes e desenvolver ações para compensá-las. Assim, você estará dando os seus primeiros passos em um programa de carbono neutro.

No entanto, as possibilidades não terminam por aí. Afinal, em vez de compensar a emissão de carbono, você também pode ir a favor de eliminá-las por completo. Por exemplo, a tecnologia clique e retire permite que o consumidor se responsabilize por buscar o produto que comprou em vez de contar com uma entrega que gera poluição.

Outra possibilidade é a de realizar entregas com bicicletas, que são altamente eficazes e não agridem o meio ambiente. Por fim, você também pode iniciar uma operação de transit point, que consiste em contar com uma instalação de passagem em regiões que ficam distantes de seus armazéns.

Tudo isso é possível ao contar com um sistema que traga mais tecnologia para os seus processos logísticos. Além de ter maior eficiência em suas operações, você também contribui para melhor equilíbrio do meio ambiente com o carbono neutro.

Quer saber mais sobre soluções como essas? Então, acesse o site da HandOver e descubra como a sua empresa pode reduzir a emissão de carbono.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×